sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Informações sobre novo álbum do Kiss


Eu cheguei primeiro que o Tom!!!! =O

É com muita felicidade que eu estou escrevendo esse post, porque informações quentinhas sobre o novo disco do Kiss sairam. Geoff Barton da revista Classic Rock ouviu seis faixas desse novo álbum dos rockers mascarados, e além de divulgar toda tracklist e o título do disco (que se chama Sonic Boom) também falou o que ele achou dessas faixas e também disse se Gene e os seus amigos realmente retornaram as raízes.

Veja o que Geoff falou nesse texto a seguir, que foi retirado DAQUI

"O Kiss prometeu entregar um álbum de volta às suas raízes, e foi exatamente o que conseguimos", disse Barton. "Gravado no estilo analógico, soa espetacularmente bem - sem essas baboseiras de ProTools".

"O interessante nisso é, que não é somente uma homenagem aos primeiros poucos álbuns da banda. Há referências a discos como 'Creatures of the Night' [1982], que tinha Vinnie Vincent, Bob Kulick e outros convidados nas guitarras. O Kiss parece ter combinado inteligentemente o melhor de todas as suas eras em um único disco".

McGhee confirmou que "Sonic Boom" será disponibilizado com exclusividade nas lojas do Wal-Mart nos EUA, e como parte do pacote estarão inclusos um CD com clássicos re-gravados do Kiss (já disponibilizado no Japão) e um DVD ao vivo. O pacote será lançado no dia 6 de outubro.

"Eu também queria disponibilizar 'Sonic Boom' como um download por um dolar, mas não deixaram", disse ele. "Eu penso que essa seja uma grande ideia. Milhões de pessoas poderiam baixar ele, eu garanto. Somente por um dólar, seria a barganha do século".

McGhee está deliciado de que o Kiss tenha decidido colocar suas forças em "Sonic Boom": "É exatamente o que as pessoas querem: o som clássico do Kiss tocado pela banda como eles sempre fizeram. O Kiss é como James Bond ou Mickey Mouse. Eles tem uma marca maravilhosa e eles prosseguirão para sempre".

"Quando eu peguei o trabalho de empresário do Kiss no meio da década de 90, esse era meu maior plano: retornar a banda às suas bases", explicou McGhee.

A lista de faixas completa de "Sonic Boom" é a seguinte:

1. Modern Day Delilah
2. Russian Roulette
3. Never Enough
4. Yes I Know (Nobody’s Perfect)
5. Stand
6. Hot & Cold
7. All The Glory
8. Danger Us
9. I’m An Animal
10. When Lightning Strikes
11. Say Yah

Aqui estão nossas reações no momento em que ouvimos as seis músicas que nos foram apresentadas:

"Modern Day Delilah"
Baseada em um estilo bem forte, os vocais de Paul Stanley soam bem alto e deslocados, muito próximo do que eles mostraram no "Kiss Alive!". Os trabalhos de guitarra de Tommy Thayer estão próximos ao livro de riffs de Ace Frehley. Em concisos 3:35 minutos, esse é um início perfeito para o novo álbum.

"Russian Roulette"
Gene Simmons é o vocalista nessa. É uma música pesada, que ficou bem melhor com a adição de uma de canto "ah-ah-ah-ah". As letras são simples, mas efetivas: "This is Russian Roulette… one pull of the trigger is all you’re gonna get… you feel the hunger and it’s much too much… go on take a bite". Para um fã dos clássicos do Kiss, isso é poesia.

"Never Enough"
Você sabe que você está ouvindo uma vencedora imediatamente que essa música começa com um grito de "Woah yeah!" de Stanley. Essa música é muito mais garbosa do que as anteriores, chamando aquele estilo mais comercial do Kiss da década de 80. A música tem um espirito realmente de "alcance-os-céus", cheio de frases moralizantes como "rulers just for breaking", "life for the taking" e "Love 'til I'm shaking".

"Yes I Know (Nobody's Perfect)"
Outros três minutos de perfeição. Uma música iluminada, hiper comercial, com Simmons novamente no microfone, oferecendo um poderoso "YEAH" (com letras maiusculas) seguido pelos convites inevitáveis: "C’mon baby, take off your clothes". Não há nenhuma palavra sobre se Simmons manteve sua camiseta, entretanto.

"Stand"
Nossa favorita, um hino que relembra os grandes momentos de "God Gave Rock’N’Roll To You". Stanley diz as palavras: "Stand by my side, I’ll be next to you/Stand by my side, we’ll make it through/Stand by my side, we’ll get by, you and I", com a paixão de "Starchild". Essa é uma música de altos e altos... e então oferece um elegante final falso com algo mais leve, antes de voltar com os passos rápidos.

"I'm An Animal"
Cheia de gigantismo, ameaça de perseguição, essa é baseada em riffs densos de estilo zeppelinesco. Thayer toca um solo bem ao estilo Frehley, e você pode ficar descansar certo de que as letras - "I'm an animal and I'm free… I'm an animal in the street" - não se referem a uma senhora idosa com seu poodle na coleira. Mais cedo na música, o grupo diz: "Stand up, raise your fists". Eles não sabem, mas nós já estavamos com os punhos levantados desde a primeira música...

FIM DO TEXTO

Cara, depois de ler isso, eu quase tive um ataque cardíaco de tanta felicidade!

0 comentários: