domingo, 17 de janeiro de 2010

O bom e velho Metal

Muito bem pessoal,hoje venho a vocês para mostrar para vocês o que é um metaleiro de verdade. Mas antes quero explicar o que é o Metal.

Como sabem, eu sou um grande fã de Heavy Metal, Classic Rock, Hard Rock, entre outros tipos de Rock n' Roll. Esse ritmo tão famoso no mundo todo surgiu em meados de 1950, evoluindo do Blues e Country(entre outros como Jazz e Folk). Chegando a 1960 o Rock desenvolveu sub-gênero, se misturando com outros ritmos, mas sem deixar de ser Rock.

O que me faz ter tanto interesse nesse estilo de música é que grandes bandas (como KISS ou Motley Crue) ficam marcadas na história, ou melhor, ficam marcadas na nossa mente. Ao contrário do que vemos hoje em dia (não que o rock seja coisa do passado), com nossas queridas "modinhas". Uma coisa atual é o estupido famoso "Chupa que é de uva" ou "Você não vale nada, mas eu gosto de você", eu garanto que esses artistas vão ser esquecidos daqui a 2 ou 3 anos. O que não acontece com o nosso querido título do post. O rock (ou metal, que na verdade é outro sub-gênero) é uma coisa pra sempre, que fica marcada no coração dos fãs.
Eu acho que já escrevi o bastante para explicar o quanto o rock é importante na minha vida e na de muitos outros. Agora, o que vocês estavam esperando desde o começo do post: O Metaleiro de verdade!







Já que repeti tantos "metal" e "rock" nesse post, ai vão 2 musiquinhas ^^

Metal is the Law - Massacration (esse é só pra zuar em pessoal)


Rock and Roll all Nite - KISS

2 comentários:

strikerdie disse...

Ps Esqueci de comentar sobre o metaleiro real: auasuhsauhsahuahu ri muito com isso

strikerdie disse...

Excelente post Tom, unica parte que n concordei foi a parte que uma criatura que tem a petulância de escrever uma coisa chamada "Chupa que é de uva" ou o "Funk do Créu", é chamada de "artista". Artistas de verdade são Dave Grohl, Jack Black, Ozzy Osborne, Gene Simmons, James Hetfield entre centenas de outros, não uma criatura que fica falando uma letra imbecil com um monte de mulher sem-nua rebolando e um monte de tchutchuca remexendo o popozão. Ninguém bota na minha cabeça que isso ai é arte. O rock jamais vai morrer!